segunda-feira, 10 de julho de 2017

Não é fácil ser sim neste mundo não




A partir dos 40, muito muda... Depois dos 40, do meu ponto de vista, é a altura ideal para começar a fazer balanços. Porque já se viveu bastante e porque se pensa que ainda se tem outro bastante para viver. Porque já se viveram anos suficientes para aprender umas coisas e pôr em prática a sabedoria aprendida. É altura de dar importância às coisas verdadeiramente importantes da vida e deixar de lado aquilo que tira a energia, que não vale a pena e que não acrescenta nada aos dias. É altura de aprender a confiar e cada um terá o seu algo em que confiar - no meu caso, Deus - e prosseguir em fé e esperança. É altura de nos darmos valor e gostarmos daquilo em que nos tornámos, porque Deus, esse oleiro da vida, moldou-nos para sermos o que somos hoje, usando cada pedacinho de barro mais moldável ou mais duro, mas usando cada pedacinho para nos acrescentar e fazer crescer. Há quem fique deprimido com o passar do tempo. Há quem fique desgostoso com o processo de envelhecimento. Lido com muitas pessoas e sei do que falo. Mas não penso assim. Pelo contrário, tenho muito orgulho no passar do tempo e de poder usufruir do privilégio de passar por ele e aprender sempre algo novo todos os dias. E sei que, diante de todas as dificuldades da vida, há sempre uma base de sustentação que me faz permanecer a acreditar e a sorrir. Não é fácil. Claro que não. Há até quem me ache negativa, por vezes. É que, com os factos da vida, aprendi já que muitas vezes não é suficiente ser positivo, ou seja, acreditar sempre que as coisas vão melhorar. Mas há coisas que nunca vão melhorar! Isso é um facto. E diante dele, acreditar no contrário penso que não é inteligente. Ser positivo não é apenas acreditar que as coisas vão melhorar, é acreditar que NÓS podemos melhorar, independentemente das circunstâncias. E isso sim, é o verdadeiro desafio. Isso é ser sim neste mundo não. É acreditar que nada é por acaso, que tudo tem um propósito, que nós temos um propósito. E isso é lindo! É acreditar que muito do nosso mundo pode ruir, mas não somos atingidos de forma a cair, antes somos constrangidos a ficar de pé para a reconstrução. É acreditar que fazer exercício é excelente para manter o nosso corpo activo e ágil, ao invés de o fazer a olhar para as formas do corpo com ansiedade; é acreditar que amamos o que fazemos e de repente podemos ficar sem esse trabalho, mas haverá sempre alternativa; é acreditar que o ente querido que nos foi tirado foi para um lugar melhor e que nos deixou lições de vida que podemos aplicar na nossa própria até à hora do reencontro; é acreditar que somos suficientes em Deus e que temos dons para conhecer e pôr em prática, é acreditar que viver é mais do que existir, é acreditar muito mais além, que vale a pena cada minuto aqui, ainda que por momentos isso possa não parecer fazer sentido.


9 comentários:

  1. Texto verdadeiro e sempre lúcido. Hacquem se apegar às desgraças, ao lado ruim de Tudo e só reclame. O contrário é melhor! Bjs praianos,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, Chica, na praia é fácil ser positivo, né? Ahahah! Aproveitem bem! Beijos.

      Eliminar
  2. Amei o texto! Tem muito haver com a fase que estou passando os 41, você falou tudo que penso e bem assim mesmo. Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada eu, pela sua visita e palavras! Um amor. Desejo-lhe uma boa década, com tudo de bom, com muito sabedoria e alegria :) Beijos.

      Eliminar
  3. Mais uma vez, parece que tiraste meus pensamentos de dentro da minha cabeça. rererere
    Não é fácil envelhecer, ou amadurecer, mas tento enfrentar isso da maneira mais leve possível. De que adianta se revoltar, né?! É tão mais fácil quando tentamos aprender com os fatos, por mais tristes que sejam. E também tenho tentado entender e aceitar a partida de entes queridos. Dói muito! Mas precisamos seguir em frente!
    Linda e profunda reflexão! Poderia ficar horas e horas conversando, trocando ideias sobre isso.
    Bjinho e uma semana de muita luz e muita paz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Tiane, acho que as duas teríamos matéria para hooooras de conversa! :) E eu sei do sítio perfeito para o fazermos! Na tua casa linda, com essa vista fantástica. Suspiro... Provar o teu característico chimarrão e afagar um bichano enquanto conversávamos e eu estaria no céu. Boa? ;) Beijo grande!

      Eliminar
  4. Olá, já passei dos 60 a alguns anos, sempre com esperança e fé que as coisas vão melhorar, mesmo sabendo que algumas coisas não tem volta, mas não percamos a fé.
    Revoltas só atrasam nosso crescimento espiritual, estou devagar, ausente por
    problemas de saúde.
    Fizestes uma postagem para refletirmos!
    Belo dia bjssssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Beijinhos para si Lena, carregadinhos de saúde! :)

      Eliminar
  5. Olá Margarida
    Que lindo e rico texto cheio de tanta esperança.
    É bom , muito bom ler estas palavras sábias de alguém que já sabe o que quer para si .
    É realmente um texto a reter para mim.
    E Deus sim Deus é também a minha âncora quando algumas vezes penso que vou afundar outra vez .
    Rezo , rezo muito .rezar é uma forma de amar e o amor é o inverso do medo
    Bj Margarida
    Lulu

    ResponderEliminar